Etiqueta: nº 80

Editorial da edição n.º 80

O projecto de oferecer um jornal para os estudantes continua vivo. Nestes três meses, alargámos a nossa rede de colaboradores, indispensáveis para a realização desta edição. Na verdade, um jornal desta natureza, que se projecta como lugar participativo, sucumbe se o corpo dos que lhe dão voz se decidir por um voto de silêncio. Agradecemos, ...

Redução das propinas vai custar 800 mil euros por ano à FLUL, aponta director da Faculdade

Miguel Tamen apontou ao Os Fazedores de Letras que a redução das propinas poderá ter impacto nos investimentos a médio-prazo na melhoria da Faculdade e que este corte representa 25% das receitas da FLUL com propinas das licenciaturas. Texto e Entrevista de Filipe Paiva Cardoso.

À conversa com Brett Bourbon (com áudio)

Um grupo de estudantes da FLUL reuniu-se para uma muito estimulante conversa com Brett Bourbon, «sobre a natureza da filosofia , o seu estado actual (em particular na academia americana), a questão de como integrar as contribuições de autores do passado na nossa compreensão presente, ou a necessidade de se resistir ao cientismo tão característico dos nossos dias». Ficheiro áudio da conversa e pequeno texto introdutório de João Esteves da Silva.

Viagem a Amarante, Cecília Sobral + Sobre Pascoaes, Sofia A. Carvalho

Uma colaboração em torno de Amarante, com fotografia de Cecília Sobral e um ensaio de Sofia A. Carvalho sobre Teixeira de Pascoaes.

Hino Homérico XIX: a Pã

Tradução do grego antigo de Duarte dos Anjos.

Ranço, António M. Pereira

1. Haverá por certo a solidão lírica de desertos rasos sem nuvens nem verdura no horizonte: A renúncia iluminada dos santos Ou o purgatório de segundo ato dos heróis de celuloide Que antecede o regresso triunfal à pátria por vingar. Depois há o ranço de fundo de armário – Aquela perfídia que nos seduz a ...

Sobre o vôo do pássaro de fogo, Tomás Ferreira

i. (diagnóstico: a dissecação) Pássaro, sentes que o teu voo inaugural chama, queres voar do ninho; podia descrever-te esse ninho, é um ninho próprio de ti; quiçá sejam os passarinhos que fazem o próprio ninho. O teu é pequeno, circular, continente que baste para que nele se possa perder pequena cria, assim côncavo, de bordos ...

Inventário de Günter Eich

Tradução do alemão de Inês Araújo Cardoso.

Águas Paradas, Tomás Ferreira

Quão longamente se pode navegar nas estáticas águas da solidão sem nos penedos rochosos naufragar, perdido o sonho, a esperança, a razão? Quão longamente no deserto da vida em vão vaguear, bebendo apenas de ilusão, ensandecida bebedeira de um dia que não chega, que perto se deseja, urgente, longe só se lobrigando? Quanta tristeza e ...