Submissões

Os Fazedores de Letras estão abertos a receber novos textos para a edição n.º 80, até ao dia 5 de Janeiro de 2019.

Os textos devem ser enviados em ficheiro Word (.doc/.docx) para osfazedores@gmail.com.

 

Normas para a elaboração dos textos

Apresentação

Título: Times New Roman, 12, negrito.

Os textos enviados devem ter um título. Se o autor optar por não dar um título, este deve colocar a indicação: «Sem título».

Autor: 1,5 espaço abaixo do título; Times New Roman, em itálico, tamanho 12.

O autor deve escolher o nome com que assina o texto.

Texto: 2 espaços após a identificação do autor; Times New Roman, 12; 1,5 espaçamento; alinhamento justificado (com a excepção de poemas).

Os textos de ensaio ou reportagem devem ter um parágrafo de destaque (um lead), que aparecerá, na publicação, por baixo do título e na miniatura na página principal do jornal.

O início dos parágrafos não deve ser indentado (espaçamento entre a margem e o início do parágrafo).

 

Regras de texto

Extensão:

Os textos enviados não devem exceder os seguintes limites de palavras:

– Reportagem: 2.000 palavras.

– Recensões: 2.000 palavras.

– Ensaios: 4.000 palavras.

– Crónicas: 1.500 palavras.

– Produção Literária: 4.000 palavras.

Citações:

As citações até três linhas devem integrar o corpo do texto e ser assinaladas entre aspas em linha («…») e não entre aspas altas (“…”). Devem ser escritas em letra igual à do texto, não em itálico. Ex.: «Por princípio a obra de arte sempre foi reprodutível.»1

Se existir uma citação dentro do texto citado, estas devem ser entre aspas altas (“…”). Ex.: «Disse então para comigo, com um espanto que, desde então, nunca consegui reduzir: “Vejo os olhos que viram o Imperador”.»2

As citações com mais de três linhas devem constituir um parágrafo independente, mas em tamanho menor (11), avançado em relação ao corpo do texto, não em itálico e sem a utilização as de aspas. Ex.:

Os longos processos de exames, com a consequente sobrecarga de trabalho administrativo e classificativo, são um dos alvos preferenciais da crítica de Mário Dionísio:

Começo dos exames. Entro agora no longo túnel de que só será possível sair em Agosto. Durante este tempo, trabalho físico extenuante, sem horário, para manter uma formalidade que perdeu todo o significado. Tudo o que temos de fazer é interrogar, interrogar, dar classificações […] que, a seu tempo, serão por ordem superior alteradas.3

Destaques:

Palavras ou locuções em língua estrangeira devem ser marcadas a itálico. Para destacar um vocábulo ou frase em português podem ser usadas aspas em linha ou o itálico.

As referências a nomes de livros ou publicações periódicas, obras de arte, discos de música e filmes devem ser marcadas a itálico. A referência a capítulos de livros, artigos, poemas e canções devem ser marcadas com aspas em linha («…»).

 

Abreviaturas:

A primeira utilização da expressão a ser abreviada deve ser escrita por extenso, com a indicação da abreviatura entre parênteses. Ex.: Associação de Estudantes da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (AEFLUL).

Esta regra aplica-se a todas as abreviaturas, com excepção dos casos em que a abreviatura é tão ou mais comum, para o público em geral, do que a expressão completa. Ex.: BE, CDS, CIA, EUA, FBI, ONU, PCP, PS, PSD, SNS.

Uma vez que Os Fazedores de Letras é uma edição online que pode ser lida por qualquer pessoa exterior à Faculdade, não são excepção as abreviaturas de Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (FLUL), de Associação de Estudantes da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (AEFLUL), de Universidade de Lisboa (UL), de Grupo de Teatro de Letras (GTL), Reunião Geral de Alunos/Regulamento Geral de Avaliação (RGA) e outros utilizados no meio académico da FLUL.

A abreviatura de «número» deve ser grafada como «n.º».

Listagens

Nas listagens não numeradas devem ser utilizados:

  • pontos/bullets

Nas listagens numeradas devem ser utilizados:

  1. Números

a. E o critério preferido pelo autor nos subpontos.

 

Notas e bibliografia

As notas e a bibliografia devem vir após o texto.

A assinalação das notas, no texto, deve fazer-se usando um número elevado, depois de toda a pontuação (quando aplicável). Ex.: «E para nós, assim teria sido, se o Zacarias não nos tivesse vindo contar que má rez era o sujeito».4

No final do texto, a nota deve ser assinalada pelo respectivo número, seguindo-se o texto da nota ou a nota bibliográfica.

O jornal Os Fazedores de Letras baseia-se no sistema de notas e bibliografia The Chicaco Manual of Style.

As notas bibliográficas, no fim do texto, obedecem às seguintes regras:

  • Livros2:

Nome do autor, nome da obra (cidade: editora, data), página(s).

  • Capítulos ou partes de livros1:

Nome do autor, «nome do capítulo», em nome da obra (cidade: editora, data), página(s).

  • Artigos em publicações periódicas5:

Nome do autor, «nome do artigo», nome da publicação n.º (data): página(s), link.

  • Sites6:

Nome do autor, «nome da página», nome do site, data de consulta, link.

Exemplos:

  1. Walter Benjamin, «A obra de arte na era da sua reprodutibilidade técnica», em Sobre arte, técnica, linguagem e política (Lisboa: Relógio d’Água Editores, 1992), 75.
  2. Roland Barthes, A câmara clara (Lisboa: Edições 70, 2017, 13.ª edição), 11.
  3. Mário Dionísio, «O quê? Professor?!», em O quê? Professor?! (Lisboa: Casa da Achada – Centro Mário Dionísio, 2015), 29.
  4. Manuel Mendes, «O crédito», em Bairro (Lisboa: Editorial Enciclopédia, 1945), 167.
  5. Alexandre Braz, «Raio-X. Conheça de que cursos da FLUL fogem mais alunos e quais é que têm menos desemprego», Os Fazedores de Letras n.º 79, (Outubro 2018): https://osfazedoresdeletras.com/2018/10/27/de-que-cursos-da-flul-e-que-os-alunos-mais-fogem-quais-e-que-tem-melhores-medias-e-menos-desemprego-veja-o-raio-x-as-licenciaturas-da-casa/
  6. «Notes and Bibliography: Sample Citations», The Chicago Manuel of Style Online, consultado a 2 de Dezembro de 2018, https://www.chicagomanualofstyle.org/tools_citationguide/citation-guide-1.html

Imagens

Cada texto terá de ter uma imagem associada, que será publicada no início do texto e na miniatura na página inicial do jornal.

Os autores devem respeitar eventuais direitos de autor das imagens. Por isso, os autores dos textos devem certificar-se que as imagens se encontram no domínio público (como através do Pixabay ou do Wikipedia Commons) ou que têm a respectiva autorização do autor da imagem. As imagens devem ser creditadas aos seus autores.

Se o autor do texto não escolher uma imagem para o seu artigo, o conselho editorial d’Os Fazedores de Letras escolherá uma imagem para ilustrar a publicação. No caso dos poemas, é utilizada a mesma imagem para todos os poemas, salvo indicação contrária do autor.

%d bloggers like this:
%d bloggers like this: