Poderá ser o corpo humano uma forma de arte?, Margarida Ochoa

Desde o período da antiguidade clássica que temos obras de arte que expõem figurativamente o corpo humano; peças lindíssimas, esculturas, retratos e textos que o esculpiam, retratavam e descreviam. No entanto, as percepções em torno da beleza e dos tipos de corpo variam essencialmente de acordo com a cultura específica onde ocorrem e demonstram ser conceitos em constante mudança.

Plena liberdade invernal, Luís M. Silva

«Saímos dos cuidados paliativos. Ela tinha-me pedido para que a levasse para o parque próximo do hospital. Nele, brincara muito na sua infância. Por ele, nos últimos tempos passámos a morar na casa em que vivia quando era menina. Por ele, mudámos de hospital, para que ela pudesse abandonar o corpo num sítio onde fora tão feliz. A desesperança já a tinha consumido.»

Editorial da Edição Nº 84

Menos de três meses passados, eis-nos aqui, de novo, com uma edição “nas mãos” para oferecermos aos nossos leitores! Depois de termos tido, na passada edição, uma presença forte da componente de ensaio — que queremos, aliás, sempre manter — resolvemos para esta edição salientar a produção em artes visuais tanto dos alunos da FLUL como da Universidade de Lisboa em geral. Recebemos excelentes submissões em vários tipos de formato, e estamos muito contentes por podermos apresentar todos esses trabalhos.

1 2 3 4 5 45