A imprensa e o engodo do Estado Tutor, Débora Ferreira Duarte

Este ensaio tem como principal objetivo mostrar o caminho político perigoso pelo qual nos guia a imprensa do século XXI – com todas as suas características – no panorama político português contemporâneo. Em tempo de eleições como as recentes presidenciais de 2021, é necessário um suporte credível que nos dê as ferramentas apropriadas para defendermos os interesses da democracia e não um dúbio quarto poder que nos embarace num engodo já iniciado por aquilo que chamo de estado tutor.

Pra cima de puta e a poética do insulto, João N.S. Almeida

Qualquer esteta que se preze, qualquer esteta que saiba diferenciar entre consequências materiais de uma determinada deformação da moralidade e consequências meramente linguísticas da mesma, só pode estar grato pela composição de gratuitidade verbal aqui presente e só poderá apreciar com grande delícia o registo puramente formal e com pouco conteúdo do insulto que aqui encontramos.

Mulholland Drive à luz de várias teorias da arte, Beatriz Berto Cadete

O seguinte ensaio tem como objetivo analisar o filme Mulholland Drive do realizador David Lynch. Após uma breve exposição dos aspetos mais significativos para um conhecimento aprofundado da obra, passarei a relacioná-la com A Teoria da Forma Significante de Clive Bell, a arte como expressão de emoções e a teoria de Arthur C. Danto relativamente à significação incorporada. O objetivo dessa relação é concluir como cada teoria interpretaria Mulholland Drive enquanto obra de arte.

1 2 3 4 45