Cinema

Com um elenco irrepreensível e uma realização muito consciente do trabalho de luz e dos movimentos de câmara, Olivier convida o espectador a aproximar-se, pela primeira vez, da intimidade de cada cena e da expressividade dramática dos atores, e a finalmente ver esta tragédia de Shakespeare, ao invés de só escutar o seu texto. A adaptação de Olivier enfatiza a vitalidade e universalidade deste clássico incontornável e prova que as tragédias de Shakespeare têm também uma eloquência visual e Olivier teve essa capacidade de tornar Hamlet também numa grande obra cinematográfica.

Colóquio Cinema de Poesia – Pier Paolo Pasolini
7, 14 e 21 de Abril, no Cineclube Mundo – Crew Hassan.

Ciclo de Cinema da América Latina
Março a Julho na Livraria Ler Devagar, no LX Factory. Entrada livre.

Sorrisos de uma Noite de Verão, de Ingmar Bergman
17 de Maio, às 21h, no Pequeno Auditório do Centro Cultural de Belém. Bilhetes: 4,50€.
Esta comédia de costumes explora a guerra de sexos entre os homens – sempre simbolicamente representados de negro –, e as mulheres – sempre representadas pelo branco – para, numa confluência de enredos e revelações amorosas, mostrar como os sentimentos, nomeadamente o amor e a fidelidade, evoluem ao longo da vida e da passagem do tempo. 

%d bloggers like this:
%d bloggers like this: