A Ferida do Anjo Batalhador: Sobre Alguma Poesia, de Carlos Drummond de Andrade (1930), Maria Brás Ferreira

Proponho-me discorrer sobre a noção de espaço interior e exterior, sujeito e paisagem, narrativa e mundo, no livro Alguma Poesia, de Carlos Drummond de Andrade. A particularidade está na concepção do parcelamento espacial, no poema, sem que esteja implicada a diferença, ou a interrupção do sentido, mas antes a disjunção entre um plano e outro, subjectivo e paisagístico: e se a partícula representativa da disjunção, “ou”, distingue dois sentidos, também os une numa possibilidade igualitária entre si, na relação com um fim especificamente visado e que, no caso, será o conhecimento do mundo como forma de conhecimento existencial subjectivo, pela escrita de poesia.

1 2 3 8